Caprioli e a natureza – 2

os-bandidos-do-yukon-1-883

As páginas em destaque neste post pertencem à história Yukon Selvaggio, onde Caprioli abordou pela primeira vez os temas da Polícia Montada e do Grande Norte, tão caros a escritores como Jack London, Zane Grey, James Oliver Curwood e Rex Beach, que figuravam certamente na lista dos seus favoritos.

Por curiosidade, este excelente episódio — que em Portugal foi publicado no Álbum do Cavaleiro Andante nº 75 (Agosto de 1960), com o título “Bandidos do Yukon”, os-bandidos-do-yukon-capamenos assertivo no que à beleza selvagem do seu cenário diz respeito — corresponde a uma fase em que o grande mestre italiano teve de mudar de estilo, embora a contragosto, influenciado por alguns comentários desfavoráveis acerca da sua “obsessão” pela técnica dos pontinhos (isto é, do pontilhado), que entre o próprio quadro redactorial do Il Vittorioso parecia já não ser muito apreciada.

Caprioli optou, assim — nas suas novas criações para a revista onde colaborava desde o início da sua carreira, em 1937, como autor de fumetti —, por um estilo em que estava menos à vontade (e que os seus admiradores decerto estranharam), substituindo os pontinhos pelo tracejado e procurando dar mais dinamismo à composição das cenas, aligeirando-as dos textos descritivos em que ele e outros desenhadores daquela época eram pródigos, pois também gostavam de expandir a sua criatividade literária.

Nas páginas que aqui apresentamos, apesar dessa faceta descritiva continuar presente, nota-se o equilíbrio entre a perfeição estética das imagens — comprovando o esforço de Caprioli para se adaptar ao seu novo estilo — e a fluência do ritmo narrativo, que as legendas pontuam como uma espécie de voz off num filme documentário sobre a natureza.

Layout 1

Infelizmente, esta página do Il Vittorioso — magnífico tributo ao deslumbrante cenário do Wild North, que London e Curwood descreveram com o mesmo requinte de Caprioli — não chegou ao conhecimento dos leitores portugueses, pois foi suprimida, por falta de espaço, no Álbum do Cavaleiro Andante nº 75. Uma lamentável lacuna que ilustra, entre outros exemplos, os maus procedimentos das revistas juvenis de outros tempos, cujo respeito pela integridade das histórias aos quadradinhos que publicavam era quase nulo.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Le chat dans tous ses états - Gatos... gatinhos e gatarrões! de Catherine Labey

Pour les fans de chats e de tous les animaux en général - Para os amantes de gatos e de todos os animais em geral

largodoscorreios

Largo dos Correios, Portalegre

Interesting Literature

A Library of Literary Interestingness

almanaque silva

histórias da ilustração portuguesa

%d bloggers like this: